miércoles, septiembre 08, 2010

Rosa de los Vientos, ahora en Brasil!


Rosa de los vientos . Rosa dos ventos

Fotografias de Pedro Genaro Rodríguez

Vernissage: 8 de setembro de 2010 . às 20 h

Visitação com hora marcada: de 9 de setembro a 31 de outubro

Desde que conheci a obra de Pedro Genaro Rodríguez, que me apresentou o amigo José Luis Terrero no início de 2007, logo que me mudei para a República Dominicana, fiz esse convite que hoje se concretiza: que o fotógrafo organizasse uma exposição para trazer ao Brasil.

De uma forma pouco convencional, Pedro Genaro (São Domingos, República Dominicana, 29 de março de 1967) apresenta nesta exposição suas obras fotográficas impressas sobre tela. Em seus cliques, registra a realidade dominicana em ângulos muitas vezes surpreendentes: a riqueza social e antropológica – a gente de seu país, seus costumes, ruas, cidades, detalhes arquitetônicos, mas o enfoque principal de sua obra é a fauna da ilha onde nasceu e vive, dando vida, através de sua lente, especialmente a espécies endêmicas. Participa em vários projetos de conservação da Sociedad Ornitológica de la Hispaniola, da qual é membro fundador. Além da fauna e flora dominicanas, retratadas com seu fino olhar de fotógrafo e amante da natureza, Pedro Genaro pesquisa e escreve sobre o que retrata; às vezes cria textos de ficção ou poesia sobre o que fotografou. Esse belo e gigantesco trabalho - pela qualidade e quantidade - pode ser conferido em seu blog http://pedrogenaro.blogspot.com/ (Crônica de los minutos que ya pasaron) e em seu site http://www.pedrogenaro.com/perfil_profesional.html

Pedro Genaro acaba de apresentar duas exposições individuais em São Domingos, uma delas, Rosa de los vientos, na Casa de Teatro, do gestor cultural dominicano mais ativo e querido de todos os tempos, Freddy Ginebra. Afirma Pedro Genaro: “Rosa dos Ventos: há muito tempo, desde que fixei o meu olhar pela primeira vez naquela flor de pétalas de pontos cardeais e direções de ventos que me lançaram, por toda a geografia nacional, em busca de imagens da natureza que acalmaram minha ansiedade e curiosidade por comprovar o estado da biodiversidade no país, foi quando, sem querer, me vi envolvido em um processo de apreciação da minha identidade e de consciência social... me dei conta que tinha algo a dizer.”

Antes dessas exposições, o fotógrafo ganhou alguns prêmios importantes em seu país: em 2007, com seu blog, ganha o prêmio Arroba de Oro; em 2008, com o mesmo blog, ganha o 1er Concurso de Blogs del Listín Diario, Categoría Temáticos. Já publicou fotos na Revista Artes e National Geographic, além de ser o autor de quase todas as fotos da edição especial da revista Santo Domingo Times em sua Edição 101 Razones por la que República Dominicana es Grandiosa.

Graduado em Administração de Empresas, sua principal vocação é a fotografia. Membro dos Grupos Fotográficos f/64, Cimarrones: Naturaleza y Arte e Manso Fotogrú, Pedro Genaro afirma: “Imagino que sou como gostaria de ser lembrado: um fotógrafo comprometido com causas, como a conservação da natureza, a preservação dos costumes antropológicos, a denúncia das coisas que estão mal feitas e o apoio às que estão bem feitas e merecem ser difundidas. Fotografias que comovam e carreguem uma mensagem de sensibilização a um grupo maior de pessoas que não conhecem nossas riquezas e muito menos nossas carências.”

A fotógrafa dominicana e diretora de Photoimagen, o maior evento de fotografia da República Dominicana, Mayra Johnson fala sobre a obra desse viajante incansável: “Polking afirmava que para ser fotógrafo de natureza há que ter domínio da técnica, criatividade, instinto ancestral e conhecimentos, características que concentra Pedro Genaro em um olho que vê e sente (…), que não só nos mostra a beleza, mas também os dramas.”

No texto Pedro Genaro, naturalmente fotógrafo, Domingo Batista, reconhecido fotógrafo dominicano que caminha com a luz, diz: “Pedro Genaro pertence a este generoso grupo de fotógrafos pesquisadores que se acercam com amor e paciência à natureza para nos mostrar um mundo de insetos, aves, répteis, mamíferos, peixes, flores e muito mais, que está fora de nosso alcance visual normal. Com entrega e talento, fotografa e estuda estes seres que compartem com o homem o privilégio de habitar este planeta, onde desgraçadamente muitos de nós somos depredadores. Pedro, apaixonado de uma maneira singular por esta atividade, que é por um lado ciência, por outro lado arte, mostra-nos coloridamente que um plano transcendental da existência humana está ali, perto de nós, mas que não o vemos nem apreciamos pela pressa e pelo afã com que vivemos, esquecendo constantemente de Deus e de sua criação. Para as pessoas comuns é difícil entender como e por que esta classe de fotógrafo dedica grande parte de sua vida a observar e fotografar o mundo natural... é necessário ter a vocação do cientista e do caçador, a paciência do pescador e a paixão do artista criador, ou melhor… recriador. (…) E é por isso e assim que este homem feliz, de coração de menino e de nome Pedro Genaro, descobriu um dia que ele é um fotógrafo natural… Naturalmente.”

Curadoria e texto: Cristiane Grando .

Escritora brasileira. Autora de Fluxus, Caminantes, Titã e Gardens. Laureada UNESCO-Aschberg de Literatura 2002. Doutora em Literatura (USP, São Paulo), com pós-doutorado em Tradução (UNICAMP, Campinas), sobre as obras e manuscritos de Hilda Hilst. Professora convidada de Língua Portuguesa e Cultura Brasileira na Universidad Autónoma de Santo Domingo (UASD) desde 2007. Diretora-fundadora do espaço cultural Jardim das Artes (Cerquilho-SP, Brasil, 2004) e do Centro Cultural Brasil-República Dominicana (São Domingos, 2009).


Contato: Pedro Genaro Rodríguez


Jardim das Artes

Sala Henri Cartier-Bresson

Direção: Jorge Bercht


Rua José Bonifácio, 240 Cerquilho-SP 15 8137 0907 (cel.)

2 comentarios:

Simone R dijo...

Excelente>!!!

Felicidades...

Margarita Mejía dijo...

Mr. Genaro!!!! Multo orgulhosa de voce!!!!
BIG HUG and endless Blessings!
Your little sister!
Maggie